Minha mãe e os amigos do trampo

Me chamo Alexandre, tenho 21 anos e sou filho único. Minha mãe tem 40 anos mas com aparência de 35 e um corpo lindo. Loira, com peitos grandes mas nada exagerado e uma bela bunda. Bom, todos os anos tinha festa de confraternização do trabalho dela, porém com a crise ela foi mandada embora e acabou arrumando outro emprego em uma marcenaria.

Libidgel Gratis

Todos os anos eu já ia com elas na festas, e pensei que esse ano seria assim. Porém ao se aproximar da festa minha mãe disse que não poderia me levar pois seria apenas para os funcionários nessa empresa para não ter um custo alto, e havia sugerido que fosse feita na nossa granja. Estranhei aquilo pois ela nem gostava muito de ir lá, pois era do meu pai que já faleceu.

Sexo Telefone

Na semana ela tava toda animadinha, foi no salão e comprou até umas roupas novas e biquíni, achei isso estranho pois lá só trabalham homens na maioria. Então na quinta ela me pediu pra limpar a granja e ver se estava tudo certo, e fiz oque ela pediu.

Quando chegou o dia ela disse que eh não precisava esperar por ela e deixou um dinheiro pra mim comer.

O jeito que minha mãe estava me deixou confuso e eu pensei em seguir ela, fui até a granja e fiquei espiando cerca de 30 minutos e ninguém havia chegado. Então dei a volta e entrei pelo portão superior que era usado pelo caseiro que tínhamos, mas que não trabalhva mais lá. Entrei na casa e fiquei observando de cima a parte da piscina e onde aconteceria o churrasco. Era minha mãe e mais 5 caras, todos alto e fortes. A festa rolava normalmente mas achei estranho, e então minha mãe surge de biquíni, mas não era um biquíni qualquer ele ficava com o peito quase todo pra fora e a calcinha parecia ser engolida pela bunda.

Fiquei com muito ciúmes vendo aquilo mas não podia fazer nada, foi quando depois de bastante tempo ali eles toda foram pra dentro da casa. Esperei e nada de voltarem, então resolvi descer e chegar mais perto pra ver, e como já escurecia ninguém me veria chegar.

Me aproximei pela lateral até a janela da sala quando vi minha mãe dançando e 4 homens sentados no sofá, um deles que estava em pé se aproximou agarrando ela e dançando.

E quando menos esperava um outro se levantou e chegou por tras e tirou a parte de cima do biquíni, e minha mãe não esboçava reação nenhuma. Aquilo me deixou com rakva mas quando vi meu pau já estava duro vendo aquilo. Não demorou muito pra os dois ficarem com a pica pra fora e ela já masturbava um deles. Eles sentaram ela em um banco e ela começou a punhetar os dois d costas prós outros.

Eles começaram a rir e brincar com ela, que parecia bem a vontade quando entao caiu de boca em um deles, parecia ter uns 17 cm e ela colocava na boca chupando como uma puta, logo o outro também já estava na boca dela. Revezando as duas picas, ate que todos os 5 estavam a sua volta. Minha mãe levantou e ficou totalmente nua. Logos estavam com 5 picas pra fora e ela ajoelhada revezando pra chupar eles, um deles ficava sempre atrás, batendo na bunda dela e falando no seu ouvido, eu conseguia ver pela janela apenas por um feixe aberto que me fazia ver 3 deles de frente e minha mãe de lado, engolindo cada hora uma rola. Logo ela ficou de quatro no sofá e começou a ser chupada pelo Guilherme e ainda com duas rolas na cara. Quando me dei conta tava tocando uma vendo tudo aquilo, não demorou pra eles começarem a comer ela.

Minha mãe já gemeu na primeira estocada e sua bunda branca já estava marcada de tapas. Logo todos já estavam revesando pra comer a buceta dela, foi então que mudou de posição e foi pra cima de um deles, o que tinha o pau maior e ficava falando no ouvido dela. Ela simplesmente tirou a camisinha dele e começou a sentar, quicava na pica dele enquanto os outros davam tapas na bunda e na cara dela . Logo já apareceu um pau na boca e ela sentando gostoso pra ele até que um deles se abaixa e começa a meter a língua no cuzinho dela.

Lucas que estava dando minha mãe o pau na boca gozou, e logo na boca dela fazendo ela engolir tudo ao que pareceu, e assim já veio outro pra ela chupar. Era um revezamento em comer a buceta dela, que de longe já parecia bem vermelha. Foi então que ela chamou todos pro quarto, e eu tinha que tentar encontrar outro lugar pra tentar vê alguma coisa. Mas não consegui até que dei a volta e entre pela cozinha, ao me aproxima escuto lá dizendo “quero no meu cu também” …

Continuo?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *