Trai o meu marido ontem

Ola comunidade conto erótico , meu nome é Adriana. Tenho 27 anos e sou casada a quase 10 anos. Adoro fazer umas loucurinhas, mas sou super discreta. Dizem que sou muito bonita, gostosa e sensual. Na verdade, sou uma morena, com 1.67m e 57 Kg, tenho olhos castanhos, cabelos castanhos e compridos. Tenho uma bunda grande, bem redondinha, cintura fina e seios médios.


Eu moro aqui em Fortaleza, o conheci no trabalho, onde ele foi comprar uma roupa, foi educado e galanteador, um charme de hipnotizar, trocamos celular depois de uma conversinha rápida, passamos a conversar e eu me senti super atraída.
Ele é casado, muito lindo, mais velho que eu, ele tem 38 anos, corpo atletico, cabelo grisalhos.

Na primeira oportunidade marcamos de nos encontrar, e foi nessa sexta feira a noite, me preparei todinha pra ele, eu sentia que algo bem gostoso aconteceria. Coloquei uma calça jeans bem justinha que realçava bastante o meu bumbum, uma lingerie bem sensual e uma blusinha bem decotada.
No horário combinado ele parou no local que marcamos, entrei super tímida e dei-lhe um beijinho no rosto.

Fomos para um estacionamento pouco mais escuro de um super mercado, na hora, senti seu calor e um fogo já ia me consumindo. Minha xota parece que queimava, já senti que ela estava se contraindo.
Começamos a nos beijar ardentemente. Agora ele tocava meus seios já sem a blusa, elogiava a beleza deles, beijava-os como nunca ninguém tinha feito. Ele já sem camisa colou seu peito junto aos meus seios, deixou que os biquinhos ficassem durinhos com o toque de seus lábios quentes.

Ele me puxou para o banco traseiro do carro, já estavamos só com as peças intimas, e ele logo percebeu como eu estava molhadinha, mesmo me tocando por cima de minha calcinha. Logo ele a arrancou e começou a chupar a minha xota, como até hoje ninguém nunca o fez.
Ele massageava meu grelinho com sua língua encontrando precisamente o “pontinho da loucura”. Me segurei para não gozar tão rápido pois precisava senti-lo mais e mais. Eu suspirava e gemia de prazer, nunca tinha imaginado que uma língua pudesse proprocionar uma erupção de prazer como eu sentia naquele momento. Eu pedia beijos para sentir o gostinho da minha xota lambuzadinha na boca dele. Como adoro isso: sentir o gostinho dela.

Eu vi que o pau dele estava duríssimo, não resisti e comecei a chupá-lo de uma forma bem carinhosa. Eu começava beijando sua cabecinha, depois descia com a lingua até as bolas, depois subia novamente passando a língua ao redor, até abocanhá-lo completamente. De vez em quando eu ajudava com as mãos, massageando-o levemente, depois mais intensamente, e assim fiquei nesse ritmo por alguns minutos. Eu sentia gostinho dele como se fosse uma fruta suculenta, e o cheirinho de sexo que ele exalava, era perfeitamente alucinante.

Sentindo que minha xota nesse momento nem estava mais molhadinha, ela pingava, sentei delicadamente em seu pau, sentindo por alguns instantes a penetração magnífica que fizemos. Sentada de frente, roçando meus seios em seu peito, não resisti àquele membro quente dentro de mim e comecei a rebolar. Ele segurava com força em minha bunda, e quanto mais forte ele segurava, mais eu rebolava, nesse momento cavalgava como uma selvagem.

Quase louca de tesão, pedi para que ele me comesse da forma que mais gosto: de quatro. Me ajeitei de joelhos no banco do carro, e ele me penetrou com força. Ele dizia em meu ouvido umas palavrinhas mágicas que me fizeram enlouquecer, me chamava assim:
– cadelinha, puta, vadia, cachorra, safada.

E dizendo isso, eu pedi para que ele me batesse com gosto. E assim ele fez, me dava tapas na bunda, me segurava pelos cabelos e eu ia sentindo minha xota cada vez mais quente, escorrendo um líquido quentinho pelas minhas coxas, eu gemia, urrava como uma louca.
Um fogo nos consumia e logo percebi que ele ia gozar, então pedi para colocar o pau novamente em minha boca, dizendo:
– Goza em minha boca, meu amor!
E mais do que depressa abocanhei seu pau gostoso, mamei ele, chupei, lambi, beijei-o todinho até sentir seu leitinho quente saindo. Suguei todinho, deixando o pau dele limpinho. Nos beijamos ardentemente, depois nos vestimos e ele me deixou onde meu carro estava e foi embora

Conversamos essa manha pelo whatsapp, planejamos um novo encontro e a realização de inúmeras fantasias que temos. Acredito que nossa próxima vez será muito mais intensa que a primeira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.