Transando com secretario do pai

Quando cheguei no escritório meu pai logo me levou na sala de seu gerente Eduardo e me apresentou pedindo que Eduardo me ensinasse como era a procedência do escritório. Eduardo me recebeu muito bem e se mostrou disposto a me ensinar tudo. Meu pai me deu um beijo e saiu da sala para trabalhar me desejando boa sorte.

Eduardo logo me ofereceu uma cadeira á sua frente e começamos a trabalhar ele me explicando eu dedicada, porem mal vestida para a ocasião(estava com uma saia preta secretaria mas com fendas muito profundas, um decote muito profundo, um salto muito alto-11cm-e um coque, quase vestida como uma puta fantasiada de executiva)e isso afetou Eduardo, que quando estava empenhada em organizar alguns papeis debruçada na mesa reparei seu olhar me desejando olhando para meu seio que na hora estavam parecendo estarem servidos para ele na mesa, na hora me ajeitei e levantei a blusa tentando amenizar o decote e Eduardo ficou totalmente constrangido e avisou que iria ao banheiro e quando se levantou meu olhar imediatamente foi para seu zíper aberto mostrando a cabeça de seu pau no momento melado.

Quando ele reparou meu olhar fixo tratou de se sentar pedindo desculpa e se ajeitou sem em nenhum momento cruzar seu olhar com o meu, logo se retirando.Não sei quanto tempo ele demorou no banheiro pq na hora me levantei e fui ate a sala de meu pai alegando uma dor de cabeça e avisando que pegaria um táxi e iria para casa, e fui. Faltei o outro dia alegando enxaqueca e aproveitei para chamar minha melhor amiga para casa quando meu pai saiu e contei tudo para ela do dia anterior.
Ela muito safadinha que é falou para eu não deixar por menos e dar pra ele, mas antes provocar ate ele pedir tempo, eu pensei em dar pra ele em um motel mas minha amiga deu outra ideia.

No 3°dia fui vestida para matar conjunto de lingerie preta de renda saia preta curta com fenda atras, blusa traspassada no seio o que me deixava com um seio e tanto, salto alto e o mesmo coque. Cheguei no escritório e logo fui sozinha para sala de Eduardo que estava concentrado em seus papeis e tomou um susto quando me viu meu pai foi para sua sala e começou o trabalho.Sentei, comecei a ler alguns papeis sempre cruzando as pernas o que certamente mostrava minha calcinha algumas vezes, depois me debrucei na mesa fazendo com que um pouco do mamilo de um dos seios ficasse a mostra e depois fui tirar uma duvidas indo por trás de Eduardo e encostando meu seio em suas costas notei o volume em sua calça e adorei.Voltei a me sentar porem com as pernas abertas foi quando ele não se controlou e perguntou um pouco incomodado “o.k o que você quer Michelle?” e eu com o jeito mais safado que tenho respondi “Você” e fui ate ele.

Ele me agarrou com um grande abraço que levou logo uma das mãos á minha bunda, me beijou e perguntou “Você é louca, quer que eu perca o emprego e se seu pai aparecer?” eu só respondi “Vai dizer que assim não é mais excitante e relaxa meu pai gosta de ver sua filhinha feliz eu não deixo ele te demitir pelo menos ate minhas ferias acabarem RS” ele me levantou, me sentou na mesa eu envolvendo minha perna em sua cintura nos beijamos eu já arrancando sua camisa e ele resistindo querendo só colocar o pau para fora e tirar minha calcinha porem assim não toparia e o fiz ficar totalmente nu e logo tirei minha roupa também, logo Eduardo perdeu a vergonha e veio me chupar a buceta como um animal com sede me sugava e então entra na sala Maria secretaria do meu pai sem bater na porta e nos pegou em flagrante, Eduardo tomou um susto se levantou me escondendo atras dele e se cobrindo com sua camisa.Maria entrou trancou a porta e perguntou “o que vocês estão fazendo?” Eduardo não falava nada só tremia eu encostando minha cabeça em seu ombro disse “Sexo Maria” (já conhecia bastante Maria pois havia visto muitas vezes em casa e as vezes ouvia seus gemidos vindo do quarto do papai)Ela”Eu sei menina, mas e se seu pai entra aqui ele joga o Eduardo pela janela e te mata. Sorte, ele saiu para resolver algo fora e disse para você ir de carona com o Eduardo”e riu, eu a acompanhei na risada e Eduardo enfim relaxou, ela saiu e avisou para ao menos trancarmos a porta e em hipótese alguma gemer.e saiu.
Eduardo me beijou ainda mais louco e enfiou seu pau em minha boca(aquele homem merecia um belo boquete e foi o que fiz)Enfiei seu pau ate a garganta enquanto massageava suas bolas depois as coloquei na boca e as tratei com todo carinho enquanto o punhetava e ele mordia minha calcinha para evitar o gemido então quando estava quase para gozar me puxou, me deitou em cima da mesa e enfiou a pica na minha buceta, eu segurava suas coxas com força e trincava os dentes mas foi quando ele começou a massagear meu butaozinho enquanto continuava o vai e vem foi que comecei a ter meu orgasmos e enquanto latejava ele começou a gozar ate cair sobre mim mamando meu seio. Depois disso nos arrumamos e arrumamos a sala e saímos porem não havia tempo para uma passadinha no motel e ele logo me levou para casa com promessa que amanha haveria mais e fazia questão que a próxima eu cavalgaria nele em sua cadeira e foi o que aconteceu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *