Minha namorada e eu num ménage

Eu sempre fui bem safadinha, no colégio era bem atirada, inclusive foi no meu último ano do ensino médio que descobri que também gostava de garotas, após uma experiência com uma colega de sala.

Aumento Peniano

Tenho 21 anos, e faz um tempinho que comecei um relacionamento com uma guria que conheci nas minhas escapadas, minha mãe aceitou de boa, afinal moramos somente eu e ela.

Nas férias da minha mãe não viajamos para lugar algum, pois, eramos acostumadas a sempre viajar, curtir muito. Nessas férias um primo meu viria passar uns dias em casa, da última vez que o vi era pequeno, ele tem uns 3 anos a menos que eu.

Passados alguns dias, minha mãe resolveu dar um rolê e ficamos sozinhos em casa, resolvi aproveitar e chamei minha namorada para vir pra casa. Não demorou muito e ela chegou e fomos pro meu quarto, estava muito calor resolvi tomar um banho.

Sai somente de toalha pra atiçar minha namorada, pois, já estava cheia das intenções. Ela veio em minha direção e começamos a nos beijar e o clima foi esquentando, e quando vi já estávamos jogadas na cama, e eu chupando ela bem gostoso, ela gemia, o que me dava mais tesão ainda. Ela goza muito fácil e não demorou pra gozar na minha boca, era delicioso sentir ela gozar. Logo foi a vez dela cair de boca na minha xoxota, com sua língua quente e molhada, sugava meu grelo, e às vezes enfiava sua língua lá dentro, me fazendo querer subir pelas paredes de muito tesão.

Naquela altura eu havia esquecido do meu primo, e quando olho pra porta, estava um pouco aberta, o suficiente pra ver que ele estava na espreita nos vendo chupar uma a outra, confesso que saber que estava sendo vista transando me deu ainda mais tesão e logo gozei gostoso, gemendo alto. Puxei minha namorada pra cima e dei um beijo quente nela, e disse em seu ouvido que estávamos sendo vigiadas, ela sorriu de uma forma bem safadinha.

Nossos pensamentos sempre eram os mesmos, e não podíamos deixar aquilo passar, tinhamos que aprontar com meu priminho, que na verdade era só um primo de segundo grau. Decidimos voltar pra sala e pôr um plano em ação. Vesti uma camisola fina com uma calcinha fio dental e minha namorada com um shortinho de dormir fino e uma blusinha sem sutiã, que destacava seus mamilos durinhos.

Sentamos uma de cada lado do meu primo, que estava com uma almofada no colo, claramente pra esconder o volume, já que não tinha dado tempo dele gozar nos vendo fazer oral. Olhei pra minha namorada com um sorrisinho e logo a vi devagarzinho colocando a mão na coxa do meu primo e subindo, até adentrar debaixo da almofada, e eu fingindo que estava vidrada no filme, mas percebi sua cara de susto ao sentir ela tocando seu pau, ele claramente estava amando, e pra deixar ele mais a vontade, fingir estar dormindo, um tempo depois percebi que ele se levantou e foi ao banheiro e pedi que minha namorada fosse atrás, claramente ele ia bater uma, dito e feito, fui atrás também pra assistir minha namorada pagando um boquete pra ele, lógico que comecei a me masturbar vendo aquela cena. Ela fez uma cara, percebi que ele havia gozado em sua boca e a safada engoliu tudinho sem deixar uma gota cair. Me recompuz e voltei pro sofá fingir que estava dormindo e os dois voltaram para a sala.

Minutos depois minha mãe chegou, acabando com nossa diversão, mas como minha namorada iria dormir em casa, tudo prometia pra depois. Bem tarde da noite minha mãe já estava no seu sono pesado e meu tesão a mil, não resisti e fui pro quarto do meu priminho, e lá estava ele dormindo do jeito que veio ao mundo, sem muito esperar logo peguei seu pau e comecei a chupar, ele acordou todo assustado e pedi que ele ficasse em silêncio, por mais que seu quarto fosse longe do da minha mãe. Chupei bem gostoso aquele pau, tirei minha calcinha e voltei a chupar seu pau, agora com minha xoxota na cara dele, fazendo um delicioso 69. Meu tesão era tanto que gozei e não podia perder tempo, me virei e sentei de uma vez naquele pau duro, foi bem lá no fundo, me segurei pra não gemer alto, e fui rebolando gostoso naquele cacete, logo senti alguém na cama era minha namorada dizendo que queria participar da festinha também, ela veio por cima sentando na cara dele enquanto eu cavalgava deliciosamente naquele pau. Invertermos a posição e foi a vez dela levar vara na sua bucetinha gostosa, era uma delícia ver minha namorada sentando naquele pau. Meu primo não aguentou muito e gozou gostoso dentro dela, claro que não deixei desperdiçar, tomei tudinho o leitinho.

Mas ele ainda estava duro, e fiquei de quatro e logo ele pôs tudo dentro de mim enquanto eu chupava minha namorada. Ele depois de um tempo parou e começou a me chupar também e logo senti sua língua no meu cuzinho, então disse que só deixaria ele foder meu cuzinho se pudéssemos fazer o mesmo com ele, que não retrucou e aceitou. Logo fui sentido seu pau rasgando meu cuzinho, que já era bem flexível na verdade de tanto que já dei, e ele bombava cada vez mais forte, até gozar dentro do meu cuzinho, minha namorada não quis dar o dela por medo de doer, fomos tomar um banho e dormir, pois, estava bem tarde e no outro dia prometia, ja que minha mãe teria um compromisso em outra cidade e novamente estaríamos a sós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *