A cunhada ingenua

Eu ja namorava a 10 anos quando meu futuro sogro que é um empresario bem sucedido me convidou p/ ir morar na casa dele, uma mansao no interior de sp.
ele tem 4 filhas minha namorada que tem uma irmã gemea com 25 anos , a do meio que teve um problema de saude tem 22 anos e a mais nova com 14 anos a do meio quando nasceu teve um problema de saude e quase morreu e foi superprotegida pelos pais, nao saia sozinha p/ nada e por isso éra super ingenua, com 20 anos saiu da escola particular e foi estudar na publica, foi nessa época que eu fui morar na casa deles, em uma grande cidade do interior.

LibidGel

A casa éra uma mansao com piscina e uma quadra de tenis tinha 4 suites salas de estar e de jantar, embora varios ambientes e muito bem decorada eu quis ficar em casa porque tinha combinado com a minha namorada que ficariamos sozinhos em casa então aproveitariamos para tranzar ja que éra meio dificil embora a casa fosse muito grande, tinhamos que esperar todos irem dormir para tranzar sossegados.
o fato ocorreu em um sabado que meu sogro resolveu ir p/ sp para fazer compras, eu não fui porque queria ficar em casa pois eu combinei com a minha namorada que

Aumento Peniano

além de tranzar aproveitariamos p/ tomar banho de piscina pelados, minha namorada iria trabalhar e cunhada gemea ia p/ a faculdade, as outras filhas iriam p/ sp, esperava eu, entao eu iria ficar sozinho em casa pelo menos até as 14:00hrs que é quando minha namorada voltaria do serviço e a gemea retornaria depois das 15:00 hrs, Eu estava sozinho no paraiso, eu logo cedo limpei a piscina e depois de dar uns mergulhos pelado fiquei deitado em uma cadeira p/ tomar sol vestido só de sunga.
Ja tinha um tempo que eu estava na beira da piscina quando tomei um susto, do nada a cunhada de 22 apareceu do meu lado me dando um baita susto, ela disse um

oi que quase me mata do coração. Quando eu olhei p/ a cunhada, eu notei que ela estava com um maiô bem cavado, eu nunca havia visto éla em roupas de banho e depois do susto olhei seu corpo que éra a mais gostosa das quatro, ela tinha seios grandes e durinhos, cintura fininha o que realçava sua bunda que éra linda redondinha e arrebitada, ela tinha uma boceta grande que estufava sua roupa foi ai que eu notei que ela não se depilava, eu achei estranho porque suas coxas éram peludas e os pelos da sua boceta saiam pela lateral do maiô, eu logo questionei se ela não se depilava, ela ficou meio sem graça e vermelha de vergonha, e disse que

nunca se depilou porque não saia de casa p/ nada, eu falei p/ ela que éla deveria passar uma gilette para não ficar feio, éla toda envergonhada disse que nao sabia como fazer ja que ninguem tinha orientado éla.
Eu tive a ideia de orientar ela , pelo menos p/ ficar mais bonitinha ja que éla tinha um corpo perfeito, foi entao que eu expliquei o que ela tinha que fazer inclusive usando um aparelho de barba eletrico que eu iria emprestar p/ éla.

Depois de uma “aula” eu orientei para ela tomar cuidado para nao se cortar, éla foi para o chuveiro da suite do seu quarto e eu voltei a deitar na cadeira e tomar sol, depois disso eu notei que o meu pau ja estava duro só de olhar p/ éla logo. Mais éla voltou dizendo que nao sabia como fazer e que precisava da minha ajuda, ai foi a minha vez de ficar vermelho, eu tentei argumentar que seria preciso fazer debaixo do chuveiro e que seria preciso tirar toda a roupa, ai éla me surpreendeu alegando que estavamos sozinhos em casa e ninguem iria ficar sabendo, eu fiquei assustado porque se alguem soubesse seria o meu fim naquela casa, eu questionei ela dizendo

que teriamos que ficar os dois pelados e ela rebateu dizendo que eu ja éra da família ja que eu namorava com a sua irmã ja a mais de 10 anos e ninguem ficaria sabendo ja que ela não contaria p/ ninguem.
Foi ai que eu notei que de ingenua ela não tinha nada, meu pinto ja estava duro novamente só de imaginar aquilo tudo, como todos iriam demorar a voltar eu resolvi ajudar ela rapidinho, então fiz umas orientaçoes p/ ela caso chegasse alguemm ela levaria uma roupa p/ o chuveiro e iria se vestir rapidamente alegando que estava no banho e depois de depilada se alguem visse ela depilada ela diria que foi uma amiga da escola que orientou o que deveria fazer, ela estava tranquila e eu é que estava nervoso, mais seguimos em frente p/ terminar logo, subimos p/ o andar de cima apos conferir se as portas de acesso estavam trancadas.

ai que eu tive a idéia de perguntar p/ éla se éla ja tinha visto um homem pelado ja que eu teria que entrar debaixo do chuveiro junto com éla eu fiquei com receio de ela ficar com medo e estragar tudo, ´~ela disse que ja tinha visto uns filmes na casa de uma amiga da escola e que ja tinha visto sim um homem pelado,
Então fomos para o banheiro e eu pedi p/ ela tirar o maiô enquanto eu fui só observando aquele corpão sendo revelado p/ mim, éla tinha um corpo muito bonito, com coxas grossas e uma bunda grande e arrebitada, sua boceta éra linda estufada e com os labios delicados e estufados p/ fora, seus seios eram lindos de tramanho de

medio p/ grande que davam vontade de chupar até deixar eles vermelhos, depois de éla ficar totalmente nua sem o menor constrangimento, foi a minha vez de tirar a sunga que ja estava estufada por causa do meu pau estar compretamente duro, quando eu retire, ele apareceu duro como ferro e éla logo olhou ele e ficou com os olhos grudados nele, éla ainda falou:
– nossa ta bem duro né ?
– da vontade de seguar ele…
Foi ai que eu falei vc quer segurar?
Ela ficou meio sem jeito mais deu um sorrizinho e falou que queria segurar.
Eu peguei na mão dela e coloquei sob o meu pau duro, ela pegou e foi apertando e falou:

Nossa é quente e macio, eu não sabia mais o que fazer estava quase gozando na mao dela, mais eu peguei o aparelho de barbear eletrico e fui cortando os pelos maiores.
Conforme eu fui raspando eu passava a mão fingindo que estava ajeitando os pelos, ela dava umas encolhindas quando eu acariciava seu grelo e os labios vaginais que ja estavam ficando molhados de tesao.
Sua bocetona ja estava exalando aquele cheiro de femea no cio enquanto conversavamos e eu ia perguntando p/ saber se ela ja tinha sentido alguma coisa, ela me contou que a sua amiga contava que o namorado dela chupava ela até ela gozar mais que éla nunca tinha feito nada e só tinha vontade de saber como éra.
Eu perguntei se ela ja tinha visto um homem gozar, ela disse que sim nos filmes, eu

continuava com o pau duro louco p/ gozar.
Depois de raspado os pelos maiores eu peguei se a gilette deichado tirando os pelos que sobraram deichando a boceta dela lizinha, foi quando eu perguntei como é queria raspar, ela disse que nao sabia porque nunca fez, eu disse que as suas irmãs mais velhas rapavam moicano, que éra a moda na época, ela disse p/ fazer como eu gostava mais, eu fui raspando e fiz um moicano com 3 dedos de largura porque os pelos tnham que crescer logo p/ gente brincar novamente, eu ja estava na maldade quando pedi p/ ela segurar no meu pau porque eu ja estava com as bolas doendo de tanta vontade de gozar, ela ficou me olhando como se não tivesse entendido nada.
Diante de ela ficar sem açao eu insisti e falei:

Me faz eu gozar?
Éla falou que nao sabia como fazer, ai eu peguei na mao dela e coloquei no meu pau e orientei ela a ir fazendo o movimento de vai e vem , ela logo pegou o jeito e foi assim até que u gozei na mao dela espirrando na sua barriga e em um dos peitos, ela disse que éra muito gostoso e que sentiu meu pau ficar mais grosso e mais duro na hora em que eu ejaculei na mao dela, eu achei que ela ia ficar com nojo mais ela gostou e disse que o meu leitinho éra quente, e mais uma vez eu perguntei aonde ela aprendeu a falar assim éla deu um sorizinho e disse que sua amiga falou que quando goza, sai leitinho.
Foi ai que eu perguntei se ela ja tinha gozado alguma vez, ela disse que nao mais tinha muita vontade.
Eu pedi p/ ela virar de costas p/ mim parar raspar seu cuzinho p/ ficar bem bonito, ela logo virou e foi mostrando aquele cuzinho rosa todo delicadinho e cheio de pregas virgem,
Eu passei o dedo como se estivesse ajeitando os pelos, ela deu um gemidinho e ficou toda arrepiada, eu perguntei se estava doendo e ela falou que tinha sido muito gostoso e que ela nunca tinha sentido isso.
Enqunto eu depilava sua bunda gostosa fomos conversando e foi ai que eu falei que algumas mulheres preferiam ser penatras no cuzinho que éra mais sensivel e dava mais tesao, e o importante, que além de dar prazer nao engravidava.
Claro ela ja rebateu dizendo que suas amigas falavam que doia muito, então eu falei que tinha que ser feito devagar e com jeito e que o prazer ia ser maior, eu falei p/ ela que se ela quisesse tentar eu poderia penetar o cuzinho dela com o dedo e se doesse eu iria parar, ela pensou um pouco e falolu:
-Se doer vc para mesmo?
Claro que eu concordei na hora e o meu pau ja estava duro novamente.
Foi ai que eu vi que eu ia comer aquele cuzinho virgem e agora muito.
Mais primeiro eu teria que fazer ela gozar p/ sentir como éra.
Depois de depilar todo o rabão dela eu pedi p/ ela ficar de 4 e peguei o shampoo de cabelo e fui passano no cuzinho dela, ela foi ficando com tesao e dizendo que estava muito gostoso, e pediu p/ nao parar, eu fui penetrando seu cuzinho até éla reclamar que éstava doendo um pouco, então eu estiquei o braço e toquei no seu grelinho que estava duro como um micropenis…
Assim que eu toquei seu grelo ela passou a gemer de tesao, eu ia tentando penetrar o seu cuzinho com o dedo e ia perguntando se estava doendo, ela respondeu ue estava gostoso e que não éra p/ parar, eu coloquei o dedo todinho no cuzinho dela e fui massageando a bocetinha dela e o clitoris enquanto ela gemia, até que eu senti seu corpo tremer todo e o seu cuzinho mastigar meu dedo com espasmos, ela deu um gemido alto e falou que estava muito gostoso e que nunca tinha sentido aquilo.
Saimos do chuveiro eu fui enchugando o seu corpo todo, sua boceta estava encharcada devido ao seu gozo.
Depois de alguns minutos ficamos conversando e ela ia fazendo algumas perguntas porque ela sabia que tinha gozado por causa dos filmes mais ela nao sabia que seria tão bom, depois de enxugar ela toda fomos para o seu quarto aonde ela deitou na cama ainda sentino seu corpo mole do gozo.
Eu sentei me ao lado dela e fui explicando o que ela havia sentido e disse que tbem poderia ser feito chupando a bocetinha dela, ela disse que ja viu a mulher gozar com o cara chupando ela mais achou que nao éra tao bom assim…
Então ela perguntou se qdo a mulher chupa o pinto do cara ele tbem sente o que ela sentiu, eu disse que sim mais com o homem, ele gosta que a mulher chupa até ele gozar na boca dela e ela engolir tudo, ela fez uma cara de quem nao tinha entendido nada, Eu então sujeri que ela poderia chupar o meu pau p/ entender melhor, ela questionou:
Ai vc vai gozar na minha boca?
Eu respondi que sim mais que se ela não quiser engolir ela podeia deixar escorrer pela boca e derramar sobre os peitos….
Na hora ela falou:
– Então coloca na minha boca que eu quero chupar ele.
Eu que ja estava de pau duro ja pedi p/ ela sentar na beirada da cama e fiquei de pé na frente dela e apontando meu pau na boca dela.

Ela ja foi logo enfiando ele na boca e a principio engasgou e eu tirei e falei p/ ela colocar devagar, ela logo pegou o jeito e foi chupando meu pau todo, ela passava a lingua nas minhas bolas e ia subindo até colocar a boca na cabeça do meu pau, ela estava adorando dizia que éra bom, depois de uns 10 minutos eu estava prestes a gozar e falei p/ ela ir devagar porque eu ia gozar, ela segurou nas minhas coxas e me puxou de encontro a sua boca, logo eu dei a primeira gozada que deixou ela engasgada, ela abriu a boca e deixou minha porra escorrer nos seus peitos e barrriga, ai foi engolindo o que sobrou e depois voltou a chupar o meu pau e passar a lingua no meu saco e no meu pau todo, deixou ele limpo e engoliu tudo,
Eu perguntei se foi bom , ela disse que viu em um filme e ficou com vontade de expeimentar, e adorou.
Eu fui no banheiro lavar o pau e ver as horas e ja eram 10:00, não podiamos demorar porque logo alguem poderia chegar, ficamos no seu quarto conversando e eu falei que queria chupar a bocetona dela até ela gozar na minha boca, ela disse que queria muito sentir isso e que ja ia me pedir p/ gozar na minha boca.
Eu pedi p/ ela sentar na beirada da cama e abrir as pernas que eu ia virar ela do avesso, ela deu uma risada e foi abrindo as pernas…
Eu fui nos seios dela que ja tinham sido limpo do meu gozo e chupei cada um deles fazendo ela gemer de tezao, ela falava:
Vai assim mama nas minhas tetas, deixa elas vermelhas de tanto chupar, eu nao me fiz de rogado, mamei nos peitoes dela mordendo os mamilos até ela falar que estava muito bom e é p/ chupar tudo, eu fui chupando e fui descendo pela barriga dela té chegar na sua bocetona que eu ja fui separando os labios e abrindo espaço p/ minha lingua acariciar seu grelo duro, ela gemia e gritava de tesao e pedia p/ fazer ela gozar e que ia querer isso todos os dias, eu pensava comigo, que putinha eu arrumei, essa eu vou adestrar melhor que a sua irma que as vezes ficava regulando e nao me deixava gozar na boca dela.
Ela gemia e dizia que queria gozar na minha boca, ai eu dei uma levantada nas pernas dela e apoiando nos meus ombros ai fui passando
a lingua enquando com as maos eu ia abrindo a bunda dela até minha lingua alcançar o cuzinho dela que ao sentir a minha lingua deu uma travada de susto mais logo relachou e ela ficou pedindo p/eu comer ela que ela queria gozar,
Enquanto eu chupava ela, ela esticava a mão e queria pegar no meu pau, logo ela começou a falar que ia gozar e nao era p/ parar, e logo ela gozou na minha boca encharcando a minha cara toda com o seu gozo que tinha um gostinho de boceta virgem…
Fomos ao chuveiro p/ limpar todo aquele gozo, que lavou minha cara e chegou a escorrer pelas pernas dela..
Ela falava o tempo todo que estava com as pernas bambas de tanto gozar.
Depois ficamos sentados na cama dela, e o assunto como é bom fazer sexo e gozar muito, ficamos nesse bate papo um bom tempo enqunto riu alizava seus peitos e as suas coxas até que eu falei que ela tinha muito que aprender e muito o que gozar ainda mais ela não poderia contar p/ ninguem o que aconteceu, ela dsse:
Claro eu nao vou contar nem p/ minha amiga não quero perder esses momentos tão bons, foi então que ela perguntou se o pau na boceta doia muito ?
Eu fui explicando que éra muito bom mais que tinha que tomar cuidado p/ não engravidar, ela perguntou como eu comia minha namorada ja que sempre tinha gente em casa?
Ela queria saber se a irmã dela gemia muito, eu disse que faziamos com todo cuidado p não fazer barulho, ela então perguntou se minha namorada deixava eu comer o cuzinho dela, se ela nao reclamava que doia, eu percebi que ela ja estava querendo experimentar e fui explicando, tirando os medos dela enquanto atiçava sua curiosidade, eu fui explicando que tinha que lubrificar p/ ficar melhor e que enquanto eu penetava o cuzinho da minha namorada eu acariciava o seu grelinho ai ela perguntou:
E a a minha irmã gosta de levar essa rolona no cuzinho? eu só dava rizada, ela perguntou se eu ja tinha comido as outras irmãs dela, eu disse que ainda não mais que se eu tivesse a chance comeria sim todas elas, l ela deu uma risada e disse:
Eu fui mais rapida e sai na frente delas né?
Eu disse que ela tinha muito que aprender. ela então soltou a bomba, ela olhou bem p/ mim e falou vc tem certeza que enfiar no meu cu nao vai doer?, Eu respondi na hora, claro que nao, na primeira vez eu acredito que vai doer um pouco mais vc logo acostuma e vai gostar.
Foi ai que ela perguntou que horas sao?
Eu respondi que eram 11:30 e ela perguntou se dava tempo de eu comer o cuzinho dela antes da irmã dela chegar, meu pinto ficou duro na hora eu disse da tempo sim se nao a gente para e continua outro dia, ela disse que estava curiosa p/ sentir meu pau no cuzinho dela ja que o dedo foi muito muito bom, mais caso alguem chegar eu tinha continuar outro dia porque ela queria muito sentir meu pau atolado no cuzinho dela.
Eu pedi p/ ela deitar na cama e coloquei um travesseiro debaixo do quadril dela, e falei vamos inaugurar logo esse cuzinho virgem…
Ela gostou se apressou e falou que tinha um oleo hidratante p/ passar no meu pau ja que eu falei que tinha que lubrificar, eu falei depois eu passo, abre a bunda com as mãos porque eu vou primeiro lubrificar esse cuzinho com a lingua, ela deu um sorriso e falou que ja estava toda arrepiada.
Eu fui ajeitando ela em cima do travesseiro e pedi p/ ela ir abrindo a banda da bunda com as duas maos, e ja fui passando a lingua no cuzinho dela, assim que minha lingua passou a deslizar no cuzinho dela, ela passou a falar:
Ai que gostoso, essa lingua é uma delicia, me deixa cheia de vontade de sentir esse pintao duro dentro do meu cuzinho, vem, enfia ele em mim vem me come, arromba o meu cu me enche de leitinho…
Eu abri as pernas dela e fui pincelando a cabeça do meu pau no cuzinho dela, ela estava toda arrepiada ela segurava meu pau e ficava pincelando ele na entrada do seu cuzinho e pedia p/ empurrar, eu peguei o óleo e derramei no meu pau e no cuzinho dela, eu comecei a passar o dedo no seu cuzinho e fui abrindo caminho p/ enfiar o meu pau,
Ela pedia p/ colocar devagar p/ nao doer, eu fui encaixando a cabeça do eu pau e fui abrindo caminho, ela deu um grito e disse que estava doendo, eu parei e perguntei se ela queria parar, ela disse:
não, não para, esta doendo mais vai devagar,é uma dorzinha gostosa eu quero ele todo la dentro, eu fui penetrandro devagar então eu alcancei meu dedo no seu grelo e fui fazendo massagem enquanto meu pau ia abrindo caminho e sentindo seu cuzinho ir se anbrindo, eu senti a sua boceta toda molhada de tesao então dei uma estocada mais forte ela gemeu e falou:
Para ta doendo, vc esta arrombando o meu cu,
Eu fiquei parado sentindo so seu cuzinho ir se contraindo e dando espaço p; o meu pau ir penetrando, depois de um tempo equanto eu acariciava sua bocetona virgem e dando umas beliscadinhas no seu grelo, eu encostei minha boca no seu ouvido e fui falando baixinho:
Eu vou foder o seu cuzinho todo, vou deixar ele todo arrombado, vou foder vc todinha, vou arrombar o seu cuzinho e encher ele com o meu leitinho quente,,
Ela deu uma rizadinha e falou vai enfiando seu tarado, enquanto ela falava éla ia dando umas reboladinhas e o meu pau ia entrando até que eu senti as minhas bolas encostarem na bocetona dela, ela passou a mao na boceta e sentiu que o meu pau estava todo dentro, ai ela falou:
Vai seu tarado cachorro vc arrombou o meu cuzinho virgem, agora mete, bomba sem dó no meu cu que ja esta todo arrombado, vai seu puto enfia tudo que eu quero gozar e sentir seu leite la no fundo do meu cuzinho..
Eu passei a acariciar sua bocetinha virgem e o seu grelinho enquanto amassava os seus peitos que estavam durinhos de tesao, ela arrebitava a sua bunda e pedia, vai me fode gostoso, eu vou querer que voce foda o meu cu todos os dias, vai goza que eu ja estou quase, vai fode AAAAaaaaaa…

Depois de um tempo ficamos deitados na cama olhando p/ teto com ela acariciando meu pau e eu alizava seus mamilos, ela dizia que o dia tinha sido muito curto e que´ela tinha aorado meu pau eu tinha que eu tinha orientar ela no que ela tinha que fazer, neste dia ainda deu tempo de dar uns mergulhos pelados aonde ficamos esfregando nossos copos cheios de tesao. e eu ainda deitei uma trepadinha escondida com a minha minha namorada mais eu sabia que a minha cunhada estava assistindo escondida Eu dei um trato na minha namorada fazendo ela gemer de proposito p/ minha cunhadinha ficar com vontade.
minha disse que eu tinha que orientar ela os palavroes que ela tinha que falar para dar mais tezao eu dissse que ela ja falava bastante coisa e eu tirar o cabaço dela sem engravidar porque à partir daquele dia ela queria dar p/ mim todos os dias e em todos os cantos da casa sempre que possivel como eu fazia com a minha namorda e que todos os dias depois que todos fossem dormir ela queria chupar o meu pau até gozar na boca dela porque ela adorou o meu pau na boca dela derrramando meu leitinho e quando ela sentia meu pau todinho no cuzinho dela.
é assim foi feito sempre que todos iam dormir ela vinha chupar o meu pau enquanto eu chupava a bocetona dela até gozarmos um na boca do outro, uma noite eu tinha comido a bocetinha da minha namorada e ela veio chupar o meu pau, ela logo falou que o meu pau estava com gosto de buceta e que assim ia acabar chupando a boceta da irmã porque o gosto éra bom.
aos poucos eu fui ensinando ela a usar umas calcinhas minusculas que eu comprei p/ ela e ela disse p/ mae que uma amiga que deu p/ ela agora anda de vestido e sem calcinha e empre que nos cruzamos aonde nao tem ninguem por perto, ela levanta o vestido me mostrando a xota e os peitoes eu enfio o pau no meio das pernas dela e soco nas coxas dela até ela gozar e escorrer pelas coxas, levei ela no medico que por orientação minha. ela falou p/ mae dela que andava com umas dores no estomago, mais isso foi pretexto p/ ela pedir p/ medico e o anticonsepsional que ela deveria tomar, ela passou a se medicar até que passou a me cobrar que queria perder a virgindade mais queria que fosse em um motel p/ ficar bem a vontade e gritar muito !!!
Agora eu virei o seu depilador particular, eu depilo ela toda semana e nem os pais nem a minha namorada desconfiam de nada…
Minha cunhada esta impossivel, toda noite nós vamos na padaria de moto e ela logo pega no meu pau e vai alizando ela esfrega os peitos nas minhas costas, ela até ja fez uma chupeta na garagem de casa porque estava doida de vontade e nao queria esperar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *