Sendo Prostituta na Espanha

Conheci um grupo de empresários portugueses, eram do ramo da construçao civil e tinham negocios no Brasil e outros países. fudi bastante com eles. Após o retorno deles para portugal mantivemos contato e sempre que eles voltavam para o brasil nós nos encontravamos, mesmo que não fosse em minha cidade, eles me mandavam passagens e eu ia trepar com eles. eles sempre se hospedavam em suites de hoteis de luxo, e promoviam festas e surubas comigo e com outras mulheres. muitas eram prostitutas, mas eu ia pq gostava de foder com eles.

Eles sempre me convidavam para ir para portugal festar com eles, mas meu marido embaçava e dizia que iriamos juntos uma hora. como ele só enrolava, dei um xeque mate nele ou iriamos juntos ou eu pediria as passagens para meus amigos e iria sozinha.

Rapidinho ele resolveu ir comigo, comprou as passagens, mas conseguiu só uma semana de férias. eu avisei logo que ficaria mais, pois pretendia foder bastante e conhecer a europa e ele aceitou.
Chegamos em lisboa e estava tudo preparado para nós: carro, hospedagem no hotel tivoli e até um celular para mantermos contato.
Logo na primeira noite marcamos um jantar em um dos melhores hoteis de lisboa eu, meu marido, joão, artur e pedro que eram os meus amigos, embora eu já tivesse trepado com varios outros da empresa. jantamos, tomamos champanhe, vinho e subimos para uma suite para trepar. a suite era do tamanho do meu apartamentop e nos divertimos muito, naquela noite e nas proximas. durante o dia passeava com meu marido conhecendo a regiao e a noite metia com meus amigos portugueses os antigos e muitos novos. toda noite junto com os ja conhecidos vinham alguns novos amigos eu eu fodia a valer.
Meu marido retornou para o brasil no sabado e ai a coisa desandou, nunca fodi tanto na minha vida. logo na primeira noite me levaram para sintra uma cidadezinha muito bonita proximo a lisboa e fizeram uma festa para mim em uma quinta. o problema é que eram muitos machos (uns doze) e só eu de mulher. falei para pedro que não teria condições de foder com todos e ele me falou para ficar tranquila, que era para meter só com quem eu quisesse.
Os caras eram muito taradoes e ficavam me dando vinho e logo eu estava peladinha circulando no meio da macharada. os machos me encoxavam, beijavam e me tocavam. eu gostava de estar excitando aquele monte de macho e a coisa foi esquentando, eles chupavam meus peitos e minha xaninha e nao demorou para aparecer uma pica durinha. eu comecei a manipular aquela delicia e punhetear logo surgiram outras e eu, na medida do possivel, cuidava de todas, ficava chupando, punheteando e esfregando minha buceta nas rolas. mas nao trepava com ninguem. queria excitar aqueles machos todos.
Os machos queriam foder mas eu nem ai, ficava punheteando varias picas e dando chupadinhas em todas.
os machos estavam loucos pra meter e eu tbm e fui para um quarto com um e meti gostoso, estava louquinha e gozei a valer com aquela pica enorme. sai e escolhi outro e voltei pro quarto.
saia do quarto e escolhia um macho e tornava a meter. estava enlouquecida no meio daquela macharada e todos queriam foder comigo, perdi o controle e fui para o quarto com varios machos a coisa desandou e trepava com todos, fodiam meu cu, minha buceta e eu chupava varias varas ao mesmo tempo. minha buceta ja estava inchadinha de tanta vara e eu estava meio cansada. pedi um tempo e os machos atenderam. ficamos em uma sala enorme, eu pelada com a buceta vermelha e inchada e o cuzinho arrombado tomando vinho. eu ja estava bem bebada e minhas pernas estavam bambas de cansaço e de pilequinho. eles me levaram para o quarto me deitaram na cama e ficaram se revazando na minha buceta. todos queriam me foder e eu nao aguentava mais tanta vara. desmaiei de porre e de cansaço mas os machos continuaram me comendo. eu acordava e pedia para eles parar mas eles continuavam a me foder. apagava de novo e a rola continuava a entrar. acho que apaguei de vez e nao vi mais nada. acordei só na manha seguinte toda fodida, minha buceta ardia muito e estava inchadissima. levantei pelada e encontrei uma faxineira fazendo limpeza ela me disse que manoel provalmente o dono ou responsavel pelo lugar ainda estava dormindo. eu tomei um cafe pelada mesmo e fui para uma banheira de agua morna tentar me recuperar. estava de ressaca de alcool e de pica. todos os outros machos já tinham ido embora e quando manoel acordou me procurou e explicou que ele era dono do lugar. era um empresario ramo atacadista de lisboa era separado e naquele local ele fazia muitas festas, mas nunca tinha feito uma com tantos homens e uma femea só. ele queria trepar mais, mas eu expliquei que precisava me recuperar e mostrei minha buceta inchadinha.
voltei para meu hotel e apesar da insistencia dos machos passei o domingo me recuperando.
Sem a presença do meu marido os machos ficaram ainda mais a vontade para festar comigo e na segunda feira fizeram uma festa para 8 machos me foderem.
na terça fomos em uma casa de praia proximo a lisboa só com pedro, artur e um espanhol chamado manolo que trabalhava na filial de madri da empresa, fodemos gostoso e eles me fizeram uma proposta, na quinta feira manolo e artur iriam se reunir com empresario espanhol para tentar fechar um contrato de construção de galpoes ou coisa ssim. só sei que era coisa grande e eu iria junto me passando por funcionaria da filial brasileira e no final do encontro foderia com o cara para tentar influencia-lo na assinatura do contrato.
Aceitei na hora, iria conhecer a espanha de graça e com certeza com muito luxo.
na quarta me reuni com funcionarios da empresa que me passaram alguns detalhes da negociação, embora a orientação fosse para ficar calada durante as negociações e conversar com o tal de hernandez somente amenidades e ficar me oferencendo para ele. acabei fodendo com os funcionarios responsaveis pela minha orientação na minha noite de despedida de lisboa.
embarcamos na manha seguinte e seria um dia corrido, almoço com hernandez, a tarde reunioes com o staff dele e um jantar a noite que se tudo desse certo participariamos somente eu e hernadez.
No almoço sentei estragicamente ao lado dele e de frente para manolo e artur. eu estava com uma roupa de executiva com detalhe que a saia estava um palmo acima do normal. hernandez nao disfarçava o interesse em mim e roçava a perna dele na minha e aconteciam alguns toques casuais. a conversa de negocios tbm aconteceu mas disso eu nao entendi nada.
Eu nao participei das reunioes da tarde e fui liberada para conhecer madri (lindissima), mas a noite ja estava marcado um jantar com hernadez. eu seria uma especie de plus na negociação. algo que outras empresas concorrentes nao tinham.
A noite fui para o encontro nao mais como uma executiva mas como uma femea louca para seduzir o macho. fui com uma blusa de seda transparente sutia de renda e uma mini saia ainda mais curta do que a do almoço. hernadez era uma coroa de 60 e poucos cabelos grisalhos e ainda bonitão.
nos encontramos em um hotel de luxo da cidade para jantar e ele nao perdeu tempo, sentou-se ao meu lado nam mesa e logo colocou as maos na minha perna que rapidinho subiu até a xaninha, o assuntos durante o jantar foram quentes e ele falou que tinha uma suite ja reservada ali mesmo no hotel. subimos e posso dizer que hernandez deu conta do recado eu dei ate o cuzinho para ele e fodi o mais gostoso possivel para ele ficar feliz e ainda gozei gostoso. ele se desculpou mas tinha que ir embora porem falou que se eu quisesse poderia passar a noite ali na suite. sem duvida que eu fiquei. ainda desci no bar para aproveitar a noite e conheci um espanhol muito gostoso e levei ele para a suite, ai sim, metemos gostoso ate de madrugada.
na manha seguinte enquanto tomava cafe e fui abordada por um espanhol chamado manolo e uma brasileira chamada anette. ele me disse que ninguem trabalhava ali sem a autorização dele e que não queria mais me ver na area. eu tenteva explicar que nao era nada do que ele estava pensando, mas ele nem me ouviu e foi embora. eu fiquei com anette e ela me explicou que ele era o empresario das mulheres dali (cafetão) e eu nao poderia trabalhar na area. me disse que manolo era um bom cafetao e que elas ganhavam duzentos a trezentos euros por programa e que se eu quisesse ela falaria com manolo. eu disse para ela que estava só acompanhando alguns empresarios de portugal e nao fiz programa nenhum. ela me disse que sabia que eu havia feito dois programas na noite anterior, e nenhum com portugueses e um com um empresario endinheirado que pagava muitos bem as suas prostitutas. eu insisti que nao eram programas mas ela nao acreditou. me deixou o telefone dela caso eu quisesse trabalhar com manolo.
voltei para o hotel e artur e suarez quiseram saber os detalhes e eu disse que tudo tinha dado certo. eles tinham uma reuniao as 10 horas com hernandez e voltaram exultantes de alegria que tinha dado tudo certo e que assinariam o contrato.
enquanto eles sairam eu fiquei pensando na conversa com anette e estava excitadinha com a ideia de ser uma prostituta de luxo em madri. liguei para ela e marcamos um encontro em um cafe proximo ao hotel. ela me explicou os detalhes. manolo tinha clientes endinheirados de madri e empresarios europeus que vinham a cidade a negocios. manolo fazia os contatos, marcava os programas e recebia dos clientes e repassava a parte das putas. fiquei muito animada e resolvi ficar em madri. falei para pedro e suarez que havia gostado muito da cidade e ficaria mais uns dias para curtir maise. eles aceitaram numa boa, estavam muito contentes com o negocio fechado e deixaram o hotel pago para mim.
conversei com manolo e ele me explicou as regras do negocio. nada de drogas com os clientes, nada de cobrar do cliente, em caso de haver extras seriam comunicados a ele que faria a cobrança e repassaria minha parte e, principalmente, nada de clientes avulsos. eu de minha parte expliquei para ele que trabalharia por algum tempo, pois teria que voltar a portugal e ele aceitou.
recebi um ceular onde seriam feitos os contatos. meu nome de guerra seria rebeca. como não sabia como seria a coisa, saí para aproveitar o dia e no final da tarde recebi um telefonema de manolo disse que eu deveria ir ao hotel vila magna as 20:00 horas e aguardar no bar do lobby do hotel. logo apareceu hans um alemao de quase dois metros de altura se apresentou a mim, tomamos uma bebida e fomos jantar no restaurante do hotel, ele era uma pessoa muito refinada e falava espanhol e conseguimos nos entender bem.
fodemos por uma hora e meia e foi o dinheiro mais facil que ganhei na vida.
No dia seguinte mais dois clientes: a tarde juan, um cliente local que metia muito gostoso e me fez gozar varias vezes e a noite coi cristobal que era de barcelona e estava a negocios em madri. eu estava fazendo uma coisa que adorava e ainda recebendo para isso. na manha seguinte me encontrei com um assessor de manolo que repassou 700 euros referentes aos tres programas que eu havia feito. a tarde manolo ligou me propondo acompanhar um cliente ate malaga onde passaria o final de semana com ele, receberia 850 euros. eu quis saber quem era o cliente que eu passaria dois dias, mas ele disse que puta nao escolhe clientes.
pedi um tempinho para pensar e liguei para anette, ela me disse que conhecia a pessoa era um cliente vip que pagava bem e ainda dava gorjetas boas ja conhecia odas as putas de manolo e me escolheu por ser nova e bonita. liguei de novo para manolo e pedi mil euros ele aceitou pq eu argumentei que ganharia a mesma coisa ficando em madri e fazendo quatro programas.
vincenzo era de madri, casado, muito bonito com porte atletico e empresario do ramo de azeite. iria fazer algumas visitas a fornecedores e aproveitava quando estava fora da cidade para foder uma putinha gostosa. nos divertimos a valer, na primeira noite nem dormimos direito ficamos fodendo a noite toda ele era muito gostoso e gostou de me enrabar. eu era uma puta um pouco fora dos padroes, gostava do que fazia e gozava a valer.
acabamos ficando ate a segunda feira e vincenzo gostou muito de mim me deu 500 euros de gorjeta e disse que queria me ver novamente. eu disse que ele teria que falar com manolo.
cheguei em madri e fui as compras estava com a bolsa cheia de euros e queria gastar ate pq nao podia chegar com todo aquele dinheiro em casa. fui na zara e na el corte ingles sai sem poder carregar as sacolas e nao gastei quase nada.
Meu marido me ligava direto e os portugueses tambem, eles queriam saber quando eu voltava a portugal e meu marido me pressionando para voltar para casa. na verdade eu queria mesmo era ficar em madri, estava adorando me prostituir, ganhava uma boa grana para fazer o que eu mais gosto. os clientes me adoravam pq eu gozava e treapava gostoso. manolo tbm estava satisfeito comigo e resolvi ficar mais uma semana lá, que se foda tudo. fazia dois ou tres programas por dia e ainda fodia de graça com amigos que comecei a fazer por la. me hospedei na casa de um deles quando venceu as diarias que artur deixou pagas para mim. ganhei bastante dinheiro e marquei meu retorno para o domingo, sabado a noite ainda fiz mais dois programas e manolo nao queria que eu fosse pois me achou uma boa prostituta. eu disse para ele que voltaria assim que pudesse e ficaria um boa tempodrada lá.
voltei para portugal. os portugueses sao mais selvagens, mais taradoe eles só pensam em foder. fiquei mais 4 dias lá e toda noite era uma festa, com um monte de machos diferentes. eu por mais que me esforçasse nao conseguia dar conta daquele bando de tarados. eu ficava trepando com um ou dois na cama e os outros ficavam em volta se masturbando prontos para entrar em combate. eles sao muito peludos e viris. voltei para o brasil com a buceta inchada mas muito feliz e cheia de dinheiro, louca para conseguir fazer meu marido me deixer voltar para madri. e eu voltei, mas essa historia eu conto outra hora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *